DiabetNat ‐ 45 Cápsulas - Ref: 3173

 

A diabetes mellitus é uma doença caracterizada pelo excesso de glicose no sangue (hiperglicemia).

Na diabetes tipo 1, as células do pâncreas produtoras de insulina (hormona que ajuda a glicose a entrar nas células) estão destruídas. A diabetes tipo 2, mais frequente em adultos, pode resultar da produção insuficiente de insulina ou da dificuldade das células na absorção da glicose (resistência à insulina). Este tipo de diabetes tem uma forte conexão com a obesidade.

 

A diabetes mellitus é um dos problemas mais graves de saúde pública, devido à importância das suas complicações (lesões nos vasos sanguíneos, retinopatia, cegueira, problemas cardiovasculares, diminuição da sensibilidade nos membros inferiores, pé diabético, maior suscetibilidade a infeções, maior dificuldade na cicatrização de feridas, impotência sexual, insuficiência renal). Sendo assim, torna-se primordial a prevenção e controlo desta doença.

 

O DiabetNat é um suplemento alimentar particularmente útil nos casos de diabetes tipo 2 e de obesidade. É composto por Borragem (Borago officinalis), Banaba (Lagerstroemia speciosa), Chá Verde (Camellia sinensis), Picolinato de crómio, Palmitato de ascorbilo (Vitamina C) e DL-a-tocoferol (Vitamina E).

 

Borragem (Borago officinalis)

 

É uma planta medicinal com ação hipoglicémica, isto é, contribui para a redução da quantidade de glicose presente na circulação sanguínea. Isto justifica a sua elevada importância para a diabetes.

Possui, também, outras propriedades com particular interesse para esta doença, uma vez que podem ser úteis no aparecimento de complicações que lhe são características.

 

É tónica, com eficácia em estados de debilidade geral.

Exerce um efeito anti-inflamatório, sendo útil em problemas ao nível das vias respiratórias, das vias urinárias (inflamações nos rins e bexiga), do coração e do fígado (cirrose hepática, litíase). Pode, igualmente, ser usada na gota e em doenças reumáticas.

Esta planta apresenta atividade depurativa, isto é, tem capacidade para purificar o sangue.

É diurética, contribuindo para o alívio de edemas, especialmente nas pernas.

 

Borago officinalis é extremamente rica em ácidos gordos polinsaturados (ácido oleico, linoleico, palmítico, esteárico, entre outros). Estes compostos conferem uma importante proteção contra doenças cardiovasculares.

 

Pode, também, ser utilizada para tratar e apaziguar diversos problemas de pele (eczema, rubéola, sarampo, sardas, varicela, rugas). É emoliente e melhora a resistência da epiderme.

 

Esta planta é, ainda, antidiarreica, calmante e ligeiramente sudorífera. Pode ser usada em estados de nervosismo.

 

Banaba (Lagerstroemia speciosa)

 

O extrato de Banaba contém ácido corosólico, um composto que estimula o transporte de glicose do sangue para as células do organismo. Como tal, é importante para a regulação dos níveis de glicémia.

 

Estudos realizados demonstraram que esta planta tem capacidade para promover o transporte e a reabsorção da glicose a nível celular (ação semelhante à da insulina).

O ácido corosólico exerce um efeito hipoglicemiante, atuando por inibição da neoglucogénese (síntese de novas moléculas de glicose) e estimulação da glicólise (degradação da glicose) a nível hepático. Mantém, ainda, os níveis de insulina normais e controla o apetite, promovendo a perda de peso.

O efeito é semelhante ao da administração de insulina, sem terem ação sinérgica.

 

O extrato de Banaba possui também outros compostos que potenciam a sua atividade hipoglicemiante.

 

Chá Verde (Camellia sinensis)

 

O Chá Verde apresenta imensas propriedades terapêuticas.

De acordo com estudos realizados, tem uma forte ação antioxidante, pelo seu conteúdo em flavonoides. Contribui para a prevenção do envelhecimento precoce e de muitas doenças, designadamente vários tipos de cancro (especialmente no intestino, esófago, pulmão e pele).

 

Outra ação relevante e bem documentada desta planta é a sua atuação eficaz como adjuvante em regimes de emagrecimento e de combate à celulite. É lipolítico, tem a capacidade de eliminar gorduras. Tem eficácia na hipercolesterolemia através da redução dos níveis de colesterol no sangue.

 

Os flavonoides e as proantocianidinas contidas nesta planta permitem-lhe ser cardiotónica e venotónica. Fortalece o coração e os vasos sanguíneos e é útil na prevenção de problemas cardiovasculares.

O Chá Verde é também diurético, antibacteriano, adstringente, imunoestimulante, antiagregante plaquetário, antidiarreico, digestivo e carminativo (ajuda a eliminar gases intestinais).

 

As bases xânticas, sobretudo a cafeína, conferem-lhe propriedades estimulantes do sistema nervoso, sendo útil contra a fadiga.

 

Esta planta previne a formação de cálculos na vesícula biliar e nos rins e possui uma ação broncodilatadora, o que permite a sua utilização no controlo da asma.

 

Detém propriedades hipoglicemiantes, isto é, contribui para a redução dos níveis de glicose no sangue e inibe a transformação desta em gordura. Isto é especialmente vantajoso na obesidade.

 

Picolinato de crómio

 

O crómio é um mineral essencial da nutrição humana que tem um papel fundamental no metabolismo da glicose, sendo muito importante para a produção de insulina (hormona que transfere a glicose do sangue para as células, onde é utilizada como fonte de energia).

 

O Picolinato de crómio é a melhor fonte de crómio, pois é a forma que o organismo melhor absorve. São vários os benefícios.

Tendo em conta estudos realizados, ajuda o organismo a utilizar a insulina de uma forma mais eficaz, contribuindo para a manutenção dos níveis normais de glicose no sangue. Melhora a receção da glicose pelas células, aumentando a energia celular.

Promove a redução dos níveis de gordura corporal.

Facilita a eliminação de gorduras, é hipocolesterolemiante e estimula a perda de peso, diminuindo o risco de doenças cardiovasculares (aterosclerose). Participa, ainda, na formação de massa muscular, incrementando a definição dos músculos.

 

O Picolinato de crómio é especialmente indicado para pessoas que consomem grandes quantidades de açúcar, por apetência ao consumo de alimentos ricos em hidratos de carbono (em particular os doces), uma vez que este composto ajuda a reduzir essa mesma vontade.

 

A presença de níveis adequados de crómio é particularmente útil na obesidade e na prevenção e controlo da diabetes tipo 2, que possuem resistência à insulina.

 

Lecitina de soja

 

A lecitina de soja tem como principais funções o controlo dos níveis de colesterol no sangue (aumenta a produção do "bom" colesterol) e a regularização da produção hormonal (importante no ciclo menstrual e na menopausa).

Sendo a insulina a principal hormona em défice na diabetes mellitus, pois é esta que permite a entrada de glicose nas células para correto funcionamento das mesmas, a lecitina de soja assume um papel relevante no controlo desta doença crónica.

Para além disso, a lecitina de soja contribui também para o aumento do metabolismo celular. Isto faz com que haja um aumento da queima de gorduras, com consequente diminuição de peso (particularmente importante na diabetes mellitus tipo 2).

Outra propriedade terapêutica da lecitina de soja é a melhoria do funcionamento do sistema nervoso, pela sua intervenção na produção de acetilcolina - um importante neurotransmissor - no cérebro.

 

Palmitato de ascorbilo (Vitamina C)

 

A Vitamina C protege contra muitas doenças porque fortalece o sistema imunitário e tem uma ação antioxidante, nomeadamente a diabetes.

 

Esta vitamina contribui, para o fortalecimento dos vasos sanguíneos, aumentando a sua elasticidade e resistência. Tem também um efeito regenerador nas paredes vasculares. Como consequência há uma melhoria da circulação sanguínea para as extremidades.

 

Isto torna-se particularmente importante para o diabético, tendo em conta as complicações vasculares adjacentes à diabetes (retinopatia, deficiente irrigação sanguínea e diminuição da sensibilidade dos membros, problemas cardiovasculares, lesões nos vasos sanguíneos).

 

A Vitamina C ajuda, também, a manter a saúde dos vasos sanguíneos, pele, cartilagem, ligamentos, tendões, ossos, dentes, articulações e gengivas através da sua participação na síntese de colagénio.

Favorece o processo de cicatrização, que no diabético se encontra dificultado.

 

É, ainda, anti-hipertensiva, antiviral, anti-histamínica e protetora da visão e das vias aéreas.

 

Esta vitamina funciona sinergicamente com a Vitamina E para eliminar os radicais livres, uma vez que regenera o potencial antioxidante da mesma.

 

DL-α-tocoferol (Vitamina E)

 

A Vitamina E exerce uma ação antioxidante bastante forte, conferindo proteção a todas as células.

Sendo assim, desempenha um papel relevante na prevenção de inúmeras doenças.

 

Protege contra o cancro e doenças neuro degenerativas.

Previne o aparecimento de doenças cardiovasculares, pois diminui os níveis de “mau colesterol” (LDL-colesterol) no sangue e evita a formação de coágulos sanguíneos.

 

Contribui, ainda, para a saúde da pele. Atrasa o envelhecimento, estimula o processo de cicatrização e protege contra lesões provocadas por radiação ultravioleta (UV).

 

Não se recomenda a sua utilização em caso de gravidez e aleitamento.

Contém derivados de soja.

 

Ingredientes: Antiaglomerantes (Celulose microcristalina, Sílica); Gelatina; Óleo de Borago officinalis (Borragem); Ext seco de Lagerstroemia speciosa (Banaba); Ext seco Camellia sinensis (Chá verde); Picolinato de crómio; Lecitina de soja; Palmitato de ascorbilo (Vitamina C); DL-α-tocoferol (Vitamina E); Corante (Dióxido de titânio).

 

 

  • Conheça também os produtos relacionados

DiabetNat é um suplemento alimentar particularmente útil nos casos de diabetes tipo 2 e de obesidade.

É composto por Borragem (Borago officinalis), Banaba (Lagerstroemia speciosa), Chá Verde (Camellia sinensis), Picolinato de crómioPalmitato de ascorbilo (Vitamina C) e DL-a-tocoferol (Vitamina E).

DiabetNat possui vários extratos de plantas na sua composição, tais como Erva de São Roberto (Geranium robertianum), Fel da Terra (Centaurium erythraea), Dente de Leão (Taraxacum officinale) e Aralá da Mata (Myrcia citrifolia). Este produto está indicado nos casos de hiperglicemia, tendo especial interesse na diabetes tipo 2.

Eparmine é composto pelos extratos das plantas Boldo (Peumus boldus) e Alcachofra (Cynara scolymus).

Este produto é muito eficaz nos problemas de fígado e vesícula. Aumenta a secreção biliar, facilita a digestão e desintoxica o fígado.

Lecitina de Soja apresenta, ainda, a capacidade de destruir os depósitos de gorduras (lipólise), tornando-a excelente na eliminação de gorduras acumuladas.

A Lecitina de Soja exerce alguns efeitos importantes ao nível do sistema nervoso central (SNC), contribuindo para a melhoria das funções cognitivas.

Please reload