Echinacea angustifolia

Echinacea angustifolia é uma das plantas medicinais mais popular. É nativa da América, sendo maioritariamente utilizada pelas suas propriedades curativas nos Estados Unidos e na Europa. Porém, devido à sua popularidade, hoje é já consumida um pouco por todo o mundo. [1]

É uma planta herbácea, pertencente à família Asteraceae.

 

 

Os principais compostos ativos de Echinacea angustifolia são derivados do ácido cafeico, designadamente equinacósidos, cinarina e ácido chicórico. Contém, também, antocianósidos, alcalóides pirrolizidínicos e polissacáridos. [1]

Geranium robertianum L.

A Erva de São Roberto (Geranium robertianum) pode ser utilizada no controlo da diabetes, pois constribui para a diminuição dos níveis de glicémia (hipoglicemiante).

 

É anti-inflamatória, diurética, vasoconstritora e antibacteriana.

 

Eficaz no tratamento de cálculos renais, dores (especialmente dentes e garganta), doenças reumáticas, gota, úlceras (estômago e intestinos) e hemorroidas.

 

Tem ação hemostática (equilibra o sangue no interior dos vasos).

Crataegus monogyna

Crataegus monogyna é uma planta com propriedades terapêuticas, pertencente à família Rosaceae, sendo também conhecida como Espinheiro-alvar ou Pilriteiro.

 

Predomina em zonas temperadas, nomeadamente na Europa, América do Norte, América do Sul e parte oriental da Ásia.

 

Esta planta tem efeitos farmacológicos muito importantes, especialmente ao nível do sistema cardiovascular.

É considerada, desde há já muitos anos, um excelente cardiotónico.

 

Nutre o coração e as estruturas adjacentes que suportam o seu correto funcionamento e de todo o sistema circulatório.

Eucalyptus globulus

É uma planta medicinal com muitas propriedades benéficas para as vias respiratórias.

 

O óleo essencial de Eucalipto é considerado um dos óleos essenciais com maior poder antisséptico.

 

Apresenta uma ação antibacteriana e balsâmica, antiespasmódica e expetorante, sendo muito útil  para eliminar a tosse, febre, constipações, expetoração e infeções do trato respiratório. É eficaz no tratamento de doenças respiratórias, como a asma, bronquite, doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC), pneumonia, tuberculose, rinite e sinusite, entre outras. 

 

Reduz o edema e a inflamação. Tem um efeito descongestionante.

 

Segundo estudos clínicos recentes, a ingestão de Eucalyptus globulus permitiu reduzir a dosagem necessária de medicamentos químicos destinados ao controlo da asma.

Please reload