DiabetNat ‐ Xarope 200 ml - Ref: 3180

 

A diabetes mellitus é uma doença caracterizada pelo excesso de glicose no sangue (hiperglicemia).

Na diabetes tipo 1, as células do pâncreas produtoras de insulina (hormona que ajuda a glicose a entrar nas células) estão destruídas. A diabetes tipo 2, mais frequente em adultos, pode resultar da produção insuficiente de insulina ou da dificuldade das células na absorção da glicose (resistência à insulina). Este tipo de diabetes tem uma forte conexão com a obesidade.

 

A diabetes mellitus é um dos problemas mais graves de saúde pública, devido à importância das suas complicações (lesões nos vasos sanguíneos, retinopatia, cegueira, problemas cardiovasculares, diminuição da sensibilidade nos membros inferiores, pé diabético, maior suscetibilidade a infeções, maior dificuldade na cicatrização de feridas, impotência sexual, insuficiência renal). Sendo assim, torna-se primordial a prevenção e controlo desta doença.

 

O DiabetNat possui vários extratos de plantas na sua composição, tais como Erva de São Roberto (Geranium robertianum), Fel da Terra (Centaurium erythraea), Dente de Leão (Taraxacum officinale) e Aralá da Mata (Myrcia citrifolia). Este produto está indicado nos casos de hiperglicemia, tendo especial interesse na diabetes tipo 2.

 

Erva de São Roberto (Geranium robertianum)

 

A Erva de São Roberto pode ser utilizada no controlo da diabetes, pois contribui para a diminuição dos níveis de glicémia (é hipoglicemiante).

 

É anti-inflamatória, diurética, vasoconstritora e antibacteriana.

 

Esta planta é eficaz no tratamento de cálculos renais, dores (especialmente dentes e garganta), doenças reumáticas, gota, úlceras (estômago e intestinos) e hemorroidas.

Tem uma importante ação hemostática.

 

Fel da Terra (Centaurium erythraea)

 

O Fel da Terra tem uma ação relevante ao nível do sistema gastrointestinal. Estimula as secreções gástricas, pancreáticas e hepatobiliares. É digestivo e colagogo (aumenta a produção de bílis).

É, assim, usado eficazmente contra a anorexia e falta de apetite (devido ao seu efeito amargo que favorece a fome).

 

Uma das ações farmacológicas mais importantes desta planta é o facto de ser hipoglicemiante, isto é, reduz os níveis de glicémia. É, portanto, eficaz no controlo da diabetes.

 

Tem, ainda, propriedades carminativas (contra a flatulência), diuréticas e anti-sépticas.

Pode ser útil na inflamação, dor e febre. É tónico para os vasos sanguíneos, promovendo a circulação do sangue.

 

Dente de Leão (Taraxacum officinale)

 

É uma planta com propriedades hipoglicemiantes, isto é, provoca um abaixamento dos valores de açúcar presentes na corrente sanguínea.

 

É antioxidante e ligeiramente anti-inflamatória, diurética (preservando os níveis adequados de eletrólitos) e hipotensiva (eficaz na hipertensão).

 

O Dente de Leão funciona como coadjuvante no tratamento da obesidade, o que é especialmente vantajoso para os diabéticos tipo 2.

Combate dislipidémias, devido ao seu conteúdo em ácido oleico e linoleico, dois ácidos gordos essenciais polinsaturados das séries ómega, reduzindo os níveis de “mau colesterol” (LDL) na circulação sanguínea e inibindo a formação de tecido adiposo, respetivamente.

 

Esta planta melhora a função hepática. Tem uma ação desintoxicante, permitindo a eliminação de substâncias potencialmente tóxicas para o organismo humano.

É, também, benéfica para o sistema digestivo. Melhora a digestão e tem um efeito laxante.

 

Aralá da Mata ou Pedra Hume Caa (Myrcia citrifolia)

 

Esta planta é particularmente indicada na diabetes.

 

É conhecida como a insulina vegetal, pois baixa naturalmente os níveis de glicose no sangue. Apresenta uma ação hipoglicemiante acentuada, tal como demonstrado em vários estudos realizados.

 

O Aralá da Mata é um tónico cardíaco, contribuindo para a saúde e bom funcionamento do coração. Apresenta eficácia nos casos de hipertensão arterial, conferida pelo seu efeito hipotensor.

 

Pode ser útil no tratamento de problemas renais e da inflamação no intestino, útero e bexiga.

É, também, adstringente, antidiarreico, diurético e anti-hemorrágico.

 

Não se recomenda a sua utilização em caso de gravidez e aleitamento.

Contém polióis. O seu consumo excessivo pode ter um efeito laxativo.

 

Ingredientes: Propilenoglicol; Glicerina; Edulcorantes (Sorbitol, Sucralose); Água; Ext Geranium robertianum (Erva de São Roberto); Ext Centaurium erythræa (Fel da terra); Ext Taraxacum officinale (Dente de leão); Ext Myrcia citrifolia (Aralá da mata, Pedra Hume Caa); Regulador de acidez (Ácido láctico); Conservante (Sorbato potássio).

  • Conheça também os produtos relacionados

DiabetNat possui vários extratos de plantas na sua composição, tais como Erva de São Roberto (Geranium robertianum), Fel da Terra (Centaurium erythraea), Dente de Leão (Taraxacum officinale) e Aralá da Mata (Myrcia citrifolia).

 

Este produto está indicado nos casos de hiperglicemia, tendo especial interesse na diabetes tipo 2.

DiabetNat é um suplemento alimentar particularmente útil nos casos de diabetes tipo 2 e de obesidade.

 

É composto por Borragem (Borago officinalis), Banaba (Lagerstroemia speciosa), Chá Verde (Camelia sinensis), Picolinato de crómioPalmitato de ascorbilo (Vitamina C) e DL-a-tocoferol (Vitamina E).

Eparmine é composto pelos extratos das plantas Boldo (Peumus boldus) e Alcachofra (Cynara scolymus).

Este produto é muito eficaz nos problemas de fígado e vesícula. Aumenta a secreção biliar, facilita a digestão e desintoxica o fígado.

Lecitina de Soja apresenta, ainda, a capacidade de destruir os depósitos de gorduras (lipólise), tornando-a excelente na eliminação de gorduras acumuladas.

A Lecitina de Soja exerce alguns efeitos importantes ao nível do sistema nervoso central (SNC), contribuindo para a melhoria das funções cognitivas.

Please reload